Paulo Jorge Ferreira
Licenciatura em Economia (Ref 1992) /1999-2003

Na Universidade de Évora:

O que sinto pela Universidade de Évora tem, em primeiro lugar, algo de muito emocional. Seguir as pisadas de familiares faz um pouco da Universidade a minha segunda casa. Mas mais do que isso, a Universidade tem um tipo de organização que favorece o acompanhamento do aluno, sendo fácil contactar com os professores quando há necessidade disso.

O curso em si fornece-nos um corpo de conteúdos e de competências que nos permitem ser versáteis no mercado de trabalho, concorrendo com qualquer outro tipo de alunos de outras instituições.

Lá fora:

O meu processo de aprendizagem foi totalmente feito na Universidade de Évora. No entanto, tive a oportunidade de estar presente no estrangeiro (Angola) para leccionar e passar alguns dos ensinamentos que levei de cá. Para além disso, já tive a oportunidade de, em nome da Universidade, estar presente em conferências, o que me permitiu verificar que mesmo no estrangeiro a Instituição e os seus profissionais são devidamente reconhecidos.

Já tive também oportunidade de leccionar no ensino secundário em Palmela e, mesmo com a proximidade de Lisboa bem evidente, há algum conhecimento da Universidade de Évora tanto da parte dos docentes mas também da parte dos alunos. Isso mostra que efectivamente a Universidade de Évora é reconhecida também um pouco por todo o país.

Mensagem:

A proximidade com a Instituição é sem dúvida um dos pontos fortes da Universidade de Évora e em particular sentida por quem frequenta o curso de Economia. A mensagem que deixo para quem frequente ou venha a frequentar a este curso é que efectivamente aproveite essa oportunidade, utilizando ferramentas como o moodle (que mesmo perante distâncias físicas permitem uma proximidade enorme).

Dt. Testemunho: 30.06.2010